UFSC » Portal do Estudante » Notícias
Informações Úteis Para os Estudantes da UFSC

Grupo de estudos sobre Justiça Ecológica dia 05 aberto a interessados
Publicado em 25 de abril de 2017

O Centro de Ciências Jurídicas (CCJ) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) promove encontro do grupo de estudos do Observatório de Justiça Ecológica, dia 05 de maio, às 13h. O evento será na sala 111 do CCJ e a atividade é aberta a todos interessados.  O tema abordado será a “A tutela jurídica dos animais: evolução histórica e conceitos contemporâneos”,  desenvolvido pela mestranda do Programa de Pós-Graduação de Direito da UFSC, Gabriela Franziska S. Santos Carvalho.

Mais informações no site. 

Última semana para participar da consulta pública do Plano de Logística Sustentável da UFSC
Publicado em 25 de abril de 2017

Plano de Gestão de Logística Sustentável (PLS) 2017 da UFSC está em consulta pública até 1º de maio. O objetivo do PLS é orientar as ações relacionadas à sustentabilidade em todos os setores, abrangendo questões ligadas à gestão, pesquisa, ensino e extensão.

Toda a comunidade universitária pode participar e contribuir com sugestões: o objetivo é torná-lo efetivo, exequível e reflexo dos problemas e anseios levantados na UFSC relacionados à sustentabilidade. Cartaz-pls

A minuta do PLS foi resultado do trabalho de mais de dois anos da Comissão Permanente de Sustentabilidade (CPS) com colaboração de diversos setores, consultores e especialistas, totalizando 81 participantes.  A redação é da equipe da Coordenadoria de Gestão Ambiental e de colaboradores.

Foram elaboradas 54 metas, desdobradas em 411 ações, que estão distribuídas por oito eixos: Resíduos, Água e Esgoto, Deslocamento, Consumo, Compras e Contratações Sustentáveis, Energia, Qualidade de Vida e Geral.

Sobre o PLS 

O Plano de Logística Sustentável – PLS é uma ferramenta de planejamento que permite ao órgão ou entidade estabelecer práticas de sustentabilidade e racionalização dos gastos e processos na Administração Pública. Todos os órgãos e entidades da Administração Pública Federal direta, autárquica, fundacional e as empresas estatais dependentes devem elaborar seus planos, de acordo com instrução normativa do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

No PLS devem constar objetivos, responsáveis, ações, metas e prazos de execução, além de mecanismos de monitoramento e avaliação das ações que serão implementadas.A Instrução Normativa do PLS previu também o conteúdo mínimo: atualização do inventário de bens e materiais com identificação de similares de menor impacto ambiental; práticas de sustentabilidade e de racionalização do uso de materiais e serviços;   e ações de divulgação, conscientização e capacitação.

Sobre o PLS da UFSC

A Comissão Gestora do Plano de Gestão de Logística Sustentável (CGPLS), constituída em 23 de janeiro de 2013, foi a responsável pela elaboração do primeiro PLS – a UFSC foi a primeira universidade a finalizar o PLS.

A versão de 2013 contou com seis eixos temáticos, com metas específicas para cada um deles – ações, responsáveis, indicadores e prazos – além do diagnóstico. O relatório foi disponibilizado e entregue ao gabinete da Reitoria.

Para dar continuidade aos trabalhos, em de março de 2015, foi constituída a Comissão Permanente de Sustentabilidade da UFSC, que tem entre suas atribuições atuar como gestora do plano, realizando seu  monitoramento e revisão.  Esta comissão se reúne uma vez por mês e é composta por 20 representantes de diversos setores da universidade, incluindo estudantes.

Visando o monitoramento e a avaliação das metas anteriormente estipuladas, a comissão consultou todos os setores responsáveis pelas ações do PLS 2013, questionando andamento e dificuldades encontradas. A partir dos resultados obtidos, foram revisados as metas, ações, responsáveis, indicadores e prazos, atualizando-os e inclusive propondo novos eixos temáticos.

A revisão do PLS 2013 mostrou que a maioria das ações propostas não havia sido atingida, portanto, a necessidade de maior participação e divulgação do PLS UFSC 2017.

Consulta Pública

A minuta do PLS UFSC 2017 ficará aberta a consulta pública até 1º de maio com o objetivo tornar o PLS o mais participativo possível.

O PLS UFSC 2017 está dividido em três partes principais:

  1. Avaliação do PLS 2013 – Diagnóstico e Monitoramento das metas e ações propostas (p. 39 a 193).
  2. Revisão do PLS – Sugestão de Metas e Ações em oito eixos: Compras e Contratações Sustentáveis, Resíduos, Água e Esgoto, Energia, Consumo, Deslocamento, Qualidade de Vida, Geral (p.194 a 267).
  3. Divulgação e permeabilidade do Plano (p. 268 a 269).

Mais informações:

Para acessar a Minuta do Plano de Logística Sustentável 2017 da UFSC e fazer contribuições clique aqui.

Comissão de Sustentabilidade

Pós-Graduação em Inglês promove Seminário sobre literatura norte-americana e a guerra do Vietnã
Publicado em 25 de abril de 2017

USLitO Programa de Pós-Graduação em Inglês da UFSC promove, na quinta-feira, 27 de abril, das 17h45 às 18h45 o Open Seminar: “U.S. Literature and the Vietnam War”, com o professor Thomas LaBorie Burns, docente da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). O evento será realizado na Sala Machado de Assis, localizada no Centro de Comunicação e Expressão (CCE – Bloco B – 407).

O seminário tem apoio do Grupo de Pesquisa Negue (Núcleo de Estudos de Guerra e Literatura), da UFMG e do Grupo de Pesquisa Perspectivas Queer (e) Decoloniais em Debate, da UFSC.

Curso da UFSC promove Colóquio de Cinema Documentário nesta quinta-feira
Publicado em 25 de abril de 2017

ColóquioO curso de graduação em Cinema da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), promove, nesta quinta-feira, dia 27 de abril, às 14h o 1º Colóquio Experimento(s) do/no Cinema Documentário. O evento acontece no auditório do Espaço Físico Integrado (EFI).

A iniciativa tem como objetivo proporcionar um espaço para exposição de pesquisas que discutem as estratégias experimentais no/do cinema documentário. A intenção é provocar a reflexão acerca do ensaio audiovisual enquanto dispositivo de criação nos filmes documentários e, além disso, compreender as diferentes configurações estético-políticas do registro documental e seu uso, que perpassa desde o cinema até as videoinstalações. Trata-se de um espaço para integração das discussões compartilhadas pelas diferentes disciplinas do curso de Cinema, além de se configurar enquanto a possibilidade de um lugar para interlocução com outros cursos cujos estudos tenham interesse pelas experimentações no âmbito do Cinema Documentário.

O Colóquio é organizado pela professora Patricia Iuva e contará com a participação de dois pesquisadores convidados e a mediação do professor do curso de Cinema da UFSC, Daniel Leão. Os convidados serão a professora Gabriela R. Almeida, que falará sobre “O Ensaio Fílmico ou o Documentário à deriva” e o pesquisador Jamer Guterres de Mello, que discorrerá a respeito das “Estratégias documentais do cinema à videoinstalação”.

Sobre os convidados
Gabriela Ramos de Almeida é professora-pesquisadora e coordenadora adjunta do curso de Jornalismo da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra). Como pesquisadora e docente, atua na área de Comunicação, com ênfase em Audiovisual, principalmente nos seguintes temas: narrativas audiovisuais; cinema não-ficcional; ensaio fílmico; teorias do cinema; estudos visuais; interseções entre cinema e artes visuais. Doutora em Comunicação e Informação pela UFRGS (2015), onde desenvolveu pesquisa sobre o ensaísmo no cinema a partir da série Histoire(s) du Cinéma, de Jean-Luc Godard. Foi bolsista do Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior (PDSE/CAPES), com período de estágio doutoral na Universidad Autónoma de Barcelona, sob supervisão de Josep Maria Català Domenech. Mestre em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela UFBA (2009), com pesquisa sobre documentários de música.

Jamer Guterres de Mello é pesquisador de Pós-Doutorado (PNPD/Capes) em Comunicação na Universidade Anhembi Morumbi, em São Paulo, onde desenvolve projeto de pesquisa sobre as videoinstalações do artista e cineasta alemão Harun Farocki. Doutor em Comunicação e Informação (2016) pela UFRGS, onde desenvolveu pesquisa sobre os agenciamentos estéticos e políticos do uso de imagens de arquivo nos documentários de Harun Farocki. Realizou estágio de Doutorado Sanduíche no Departament de Comunicación Audiovisual da Universitat Autònoma de Barcelona, sob a supervisão de Josep Maria Català Domènech. Mestre em Educação (2010) pela UFRGS, onde desenvolveu pesquisa sobre arte, filosofia, ciência e a estética dos fanzines. Possui experiência no ensino de cinema experimental, cinema documentário, história e teorias do cinema, teorias da comunicação e teorias da arte. Foi integrante da equipe de produção do festival Cine Esquema Novo, realizado em Porto Alegre, nas edições de 2011 e 2013.

O mediador Daniel Leão é artista, pesquisador e documentarista. Atualmente cursa doutorado no Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da Universidade do Estado de Santa Catarina e leciona disciplinas de Roteiro e Fotografia na UFSC. Possui mestrado em Comunicação pela Universidade Federal Fluminense, com pesquisa sobre documentário.

 

Mais informações:
Evento no Facebook

UFSC sedia 3° Fórum Brasileiro de Direitos Humanos e Saúde Mental em junho
Publicado em 25 de abril de 2017

panfleto forum 2017 (1)O 3º Fórum Brasileiro de Direitos Humanos e Saúde Mental, realização da Associação Brasileira de Saúde Mental (Abrasme), terá como tema “Democracia, saúde mental e violações de direitos: consequências humanas”. O encontro será de 28 a 30 de junho, no Centro de Cultura e Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A programação inclui debates, rodas de conversas, minicursos, oficinas, atividades artísticas e culturais.

Os debates se organizarão em torno de 13 eixos temáticos que abordarão tópicos de extrema importância para os profissionais que militam no campo dos direitos e da saúde, para os usuários do sistema, seus familiares e a sociedade em geral.

O Fórum apresentará o estado da arte nestes campos, com discussões científicas, políticas, apresentações de trabalhos, atividades artísticas e culturais, com o engajamento de ações de economia solidária, protagonizando um evento que já faz parte da agenda essencial no cenário técnico, acadêmico e social no Brasil.

Mais informações na página do Fórum, no site da Abrasme, no Facebook, pelo e-mail  ou pelo telefone (48) 3721-4182.

DIVULGA UFSC – 25/04/2017 – edição 866
Publicado em 25 de abril de 2017

Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

www.divulga.ufsc.br – 25/04/2017 – Edição 866

Sessões especiais do Conselho Universitário nesta terça-feira, às 14h

O Conselho Universitário realizará três sessões especiais nesta terça-feira, 25 de abril: a primeira às 14h, e na sequência, às 14h30 e às 15h30, na sala Professor Ayrton Roberto de Oliveira. Confira a ordem do dia.

Inscrições de chapas à Direção do CED são prorrogadas

O Centro de Ciências da Educação (CED) prorrogou o prazo das inscrições de chapas para concorrer à direção de centro. O Edital publicado estabelece o prazo de 25 de abril para o requerimento de novas candidaturas. De acordo com o mesmo cronograma, a eleição ocorrerá no dia 11 de maio, das 9h às 20h30. Informações no site do CED.

UFSC reúne referências internacionais de Gestão da Informação, Empreendedorismo e Inovação

Nesta quarta, 26 de abril, será realizado o Congresso de Gestão Estratégica da Informação, Empreendedorismo e Inovação, promovido pela UFSC. A iniciativa reúne pesquisadores da área e tem a participação de palestrantes da Argentina, Estados Unidos e Portugal. As atividades ocorrem dias 27 e 28 de abril, das 9h às 19h30, no Auditório da Reitoria. A conferência principal do evento será de Fariborz Damanpour, professor e pesquisador de Gestão da Inovação na Rutgers Business School, New Jersey, EUA. Continue a leitura » ».

Seminário em Blumenau coloca em discussão ações pensadas para a indústria têxtil

Compreender as dimensões do parque industrial têxtil do Brasil – o 4º maior do mundo – e quais ações estão sendo pensados para o futuro do setor foram os desafios do o 2º Seminário Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação na Indústria Têxtil. Organizado pela Secretária de Inovação da UFSC em parceria com a Federação da Indústria Catarinense (FIESC) e o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), o evento teve como sede o SENAI e foi realizado na última quarta-feira. Continue a leitura>>.

Lançamento dia 26 do livro ‘José’ de Leonor Scliar-Cabral

Leonor Scliar-Cabral, professora aposentada da UFSC,  lançará no dia 26 de abril, às 19h, no Centro Integrado de Cultura (CIC), sua mais recente obra José, ilustrada por Rodrigo de Haro. O livro foi premiado na categoria Literatura, do Edital Elisabete Anderle, 2014.Continue a leitura » ».

Palestra divulga oportunidades de bolsas de estudo no Japão

A palestra “Quer estudar no Japão?” apresentará à comunidade universitária oportunidades de bolsas de estudos e treinamento oferecidas pelo Ministry of Education, Culture, Sports, Science and Technology (MEXT) do Japão. A atividade, que será ministrada por José Junji Ota, representante do Consulado do Japão em Curitiba, será realizada nesta quarta-feira, 26 de abril, às 18h30, no auditório da Biblioteca Universitária (BU). A palestra é promovida pelo Núcleo de Estudos Japoneses (NEJAP) e pelo Curso Extracurricular de Japonês da UFSC . Mais informações pelo Facebook.

UFSC sedia Colóquio Internacional de Epistemologia e Sociologia da Ciência da Administração

De 26 a 28 de abril, ocorre, no Centro de Eventos da UFSC, o VI Colóquio Internacional de Epistemologia e Sociologia da Ciência da Administração. O evento é realizado pelo Núcleo de Pesquisa Organizações, Racionalidade e Desenvolvimento (ORD) do Departamento de Ciências da Administração do Centro Socioeconômico da Universidade. As inscrições estão abertas no site do evento. A programação está disponível aqui. Mais informações pelo e-mail Descrição: Esta imagem contém um endereço de e-mail. É uma imagem de modo que spam não pode colher..

Ciclo de debates sobre educação infantil

O Núcleo de Estudos e Pesquisa da Educação na Pequena Infância (NUPEIN /CED) está promovendo o XVII Ciclo de Debates sobre Educação Infantil. O primeiro encontro acontece nesta quarta-feira, dia 26/4, às 17h30, no auditório do Centro de Educação (CED), com o tema “Educação física com bebês: as práticas pedagógicas nas creches da rede municipal de Florianópolis”, com Mirte Varotto. Confira a programação no site do NUPEIN.

Andes promove assembleia nesta terça

A Seção Sindical do ANDES-SN na Universidade Federal de Santa Catarina convoca os filiados para a Assembleia Extraordinária, que será realizada no Auditório do Centro Socioeconômico – CSE,  no dia 25 de abril, às 9h30min. Informações no site do Andes/UFSC.

Núcleo de estudos promove seminário sobre escrita de mulheres negras

Núcleo de Estudos de Poéticas Musicais e Vocais (Nepom) promove nesta terça-feira, dia 25 de abril, o seminário “A Escrita de Mulheres Negras: Experiências e Resistência”. O evento tem o objetivo de discutir o conceito de literatura afro-brasileira abordando seus aspectos formais e sua importância dentro da literatura brasileira. O seminário será ministrado na Sala Hassis, das 13h às 15h30, pela escritora Nana Martins. O evento faz parte da programação das Poéticas Diaspóricas, que pretende discutir a diáspora africana por meio da dança, pensamento, música e literatura. As atividades serão divididas em encontros ao longo do semestre na UFSC. A participação é gratuita e renderá certificado pela universidade. Mais informações no e-mail: Descrição: Esta imagem contém um endereço de e-mail. É uma imagem de modo que spam não pode colher..

Projeto 12:30 recebe show de Mustache Maia

Nesta quarta-feira, dia 26 de abril, o Projeto 12:30 recebe o som do blues de Mustache Maia. O cantor e baixista é acompanhado de Luis Mega, no teclado, Wilson Souza, na bateria e Juliano Rosa, na guitarra. O show é gratuito e aberto à comunidade e será realizado às 12h30min, em palco montado ao lado do Centro de Cultura e Eventos. Continue a leitura>>.

Circuito FAM de Cinema passa pelo Campus Blumenau e por Florianópolis em abril

De 20 a 25 de abril, escolas, universidades, fundações culturais, cineclubes, museus, recebem a mostra itinerante com os filmes vencedores do 19º Florianópolis Audiovisual Mercosul (FAM). Os curtas e longas-metragens eleitos pelo júri oficial e popular vão passar por 20 cidades, incluindo Blumenau, no campus da UFSC, e Florianópolis, no Hospital Infantil Joana de Gusmão. Continue a leitura>>.

Acompanhe outras notícias da UFSC
noticias.ufsc.br

Confira a programação da TV UFSC
tv.ufsc.br

Siga a UFSC nas redes sociais
Facebook
TwitterFacebook


Contatos com a produção deste informativo:

Coordenadoria de Comunicação Organizacional e Novas Mídias – Agecom
Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).
Campus Reitor João David Ferreira Lima. Trindade. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

divulga@contato.ufsc.br / +55 (48) 3721-2824 / 3721-2825

Acesse nossa Política Editorial

Para deixar de receber nossos boletins, clique aqui.

 

 

6º Simpósio Catarinense de Astronomia recebe inscrições para ouvintes e submissão de trabalhos
Publicado em 25 de abril de 2017

cropped-SCAO VI Simpósio Catarinense de Astronomia será realizado na UFSC nos dias 28 e 29 de julho de 2017. Estão abertas as inscrições para ouvinte ou para submeter trabalhos no site scastro.pe.huO Simpósio começou em 2012 com o intuito de levar não apenas conhecimentos astronômicos aos recantos do estado de Santa Catarina, mas também promover a integração entre os diversos grupos astronômicos.

Mais informações no site do evento.

 

Núcleo de estudos promove seminário sobre escrita de mulheres negras
Publicado em 24 de abril de 2017

O Núcleo de Estudos de Poéticas Musicais e Vocais (Nepom) irá promover, no dia 25 de abril (terça-feira), o seminário “A Escrita de Mulheres Negras: Experiências e Resistência”. O evento tem o objetivo de discutir o conceito de literatura afro-brasileira abordando seus aspectos formais e sua importância dentro da literatura brasileira.

O seminário será ministrado na Sala Hassis, das 13h às 15h30, pela escritora Nana Martins. Durante a apresentação serão resgatados trabalhos das principais poetas negras. A escrita de mulheres negras é um forma de resistência ao imperialismo e ao colonialismo. A poesia das mulheres deste segmento contam histórias e questionam padrões da sociedade.

O evento faz parte da programação das Poéticas Diaspóricas, que pretende discutir a diáspora africana por meio da dança, pensamento, música e literatura. As atividades serão divididas em encontros ao longo do semestre na UFSC. A participação é gratuita e renderá certificado pela universidade.

Mais informações no e-mail: poeticasdiasporicas.ufsc@gmail.com

18057177_1289451524444156_1810011897247688644_n

Palestra sobre regime internacional de combate à corrupção dia 2 de maio
Publicado em 24 de abril de 2017

O Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais da UFSC convida a comunidade para a palestra “A Formação do Regime Internacional de Combate à Corrupção e seu Impacto no Brasil”, dia 2 de maio, às 16h20, no Auditório do Centro Socioeconômico (CSE). Evento gratuito sem inscrição prévia.

Mais informações no cartaz e pelo telefone (48) 3721-6789

 

Pós-Graduação em Administração promove palestra com professor de Portugal nesta sexta
Publicado em 24 de abril de 2017

O Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA) promove uma palestra no dia 28 de abril, às 9 horas, no Auditório do Centro Socioeconômico (CSE) com o professor Miguel Pina e Cunha de Lisboa, Portugal. O professor é um estudioso das organizações com publicações internacionais que inclui improvisações nas organizações, paradoxos nas organizações e implicações gerenciais.

Mais informações na página do programa ou pelo telefone (48) 3721-9574.

Oficinas gratuitas de danças de Angola e Cabo Verde nesta segunda
Publicado em 24 de abril de 2017

Duas oficinas serão oferecidas nesta segunda, 24 de abril, e ajudam a explorar o universo dos movimentos e ritmos de Angola e Cabo Verdade. A de Danças Tradicionais de Cabo Verde inicia às 18h30 e a de Kizomba/Semba às 20h. Ambas ocorrem na sala 208 do novo prédio de Artes Cênicas da UFSC. Não é preciso fazer inscrição. A participação é gratuita e terá certificado emitido pela universidade.

Poéticas Diaspóricas

As oficinas fazem parte da programação das Poéticas Diaspóricas, que pretende apresentar e discutir as poéticas da diáspora africana em várias expressões (dança, pensamento, música e literatura). As atividades serão divididas em encontros ao longo do semestre na UFSC.

Mais informações em poeticasdiasporicas.ufsc@ gmail.com

Realização:

Núcleo de Estudos de Poéticas Musicais e Vocais (Nepom/UFSC)

Programa de Pós-Graduação em Literatura

Núcleo de pesquisa promove ‘Ciclo de Debates sobre Educação Infantil’ nesta quarta
Publicado em 24 de abril de 2017

O Núcleo de Estudos e Pesquisa da Educação na Pequena Infância (Nupein) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) promove o Ciclo de Debates Sobre a Educação Infantil, com abertura no dia 26 de abril, às 17h30, no Centro de Ciências da Educação (CED). As inscrições são gratuitas e serão realizada no Auditório do Bloco A do CED. 

O primeiro tema abordado será ‘Educação física com bebês: as práticas pedagógicas nas creches da Rede Municipal de Ensino em Florianópolis’, com Mirte Adriane Varotto.  

 

Projeto ‘Música no Lago’ estreia nesta quinta com Jéferson Dantas e Pablo Mizraji
Publicado em 24 de abril de 2017

Nesta quinta-feira, dia 27 de abril, às 12h30, no laguinho da UFSC, será realizada a primeira apresentação do Música no Lago de 2017. Nesta edição, o projeto recebe Jéferson Dantas e Pablo Mizraji. A dupla, que começou a parceria em 2010, fará uma apresentação com canções consagradas da MPB e algumas canções autorais.

Divulgação Música no Lago - Jéferson Dantas e Pablo Mizraji

Foto: divulgação

Sobre os artistas

Jéferson Dantas é professor do Departamento de Estudos Especializados em Educação da UFSC, canta e toca violão e apresenta-se de maneira eventual em bares. Lançou o álbum “A cada manhã”em 2013, com o grupo “Casa da Ginga”, com 12 canções autorais e vinculadas à MPB. Pablo Mizraji estuda Ciências Sociais na UFSC, toca percussão e bateria, se apresenta com grupos musicais na Ilha de Santa Catarina e com Jéferson. 

Sobre o projeto

Música no Lago tem como finalidade a socialização e a integração de alunos, professores, funcionários e a comunidade externa, contribuindo para um ambiente propício à convivência, à liberdade de expressão, ao respeito à diversidade e contribuindo para a melhoria da qualidade de vida na UFSC. O Projeto é uma iniciativa da Secretaria de Cultura e Arte da UFSC e Departamento de Cultura e Eventos (DCEven), com  apoio do Departamento Artístico Cultural (DAC) em parceria com o Projeto 12:30.

Serviço:

O que: Música no Lago – Apresentação de Jéferson Dantas e Pablo Mizraji
Quando: 27 de Abril – quinta-feira
Horário: 12h30 às 13h30
Onde: Laguinho da UFSC – Campus Trindade
Gratuito e aberto ao público 

Antropóloga da UFSC lança livro sobre Hip Hop ‘A Caminhada é Longa e o Chão Tá Liso’
Publicado em 24 de abril de 2017

A pesquisadora em Antropologia Social, Ângela Maria de Souza, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), lançará dia 2 de maio, a obra “A Caminhada é Longa e o Chão Tá Liso”. A obra trata-se de uma análise das músicas na periferia da Grande Florianópolis e da Grande Lisboa. O lançamento será na sala Hassis, do Centro de Comunicação e Expressão (CCE), às 19h, com entrada gratuita.

Em parceria com o Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, ela trata sobre o Rap de Quebrada, o Rap Floripa e o Rap Gospel, assim como o Rap Crioulo de Portugal. Fala também sobre as questões do dia-a-dia urbano mundial: racismo, discriminação, violência e desigualdade.

UFSC reúne referências internacionais de Gestão da Informação, Empreendedorismo e Inovação
Publicado em 24 de abril de 2017

Fariborz_índicesNesta quarta, 26 de abril, será realizado o Congresso de Gestão Estratégica da Informação, Empreendedorismo e Inovação, promovido pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em parceria com as universidades federais do Paraná (UFPR) e Rio Grande do Sul (UFRGS), além da Universidade Estadual de Londrina (UEL). A iniciativa reúne pesquisadores da área e tem a participação de palestrantes da Argentina, Estados Unidos e Portugal. As atividades na UFSC ocorrem dias 27 e 28 de abril, das 9h às 19h30, no Auditório da Reitoria.

Na programação estão previstas uma mesa-redonda, quatro conferências internacionais, duas conferências nacionais, dez sessões temáticas com apresentação de 41 trabalhos, além de atividades do Consórcio Mestral e Doutoral com análise de seis propostas no tema, onde mestrandos e doutorandos discutem seus projetos de pesquisa com especialistas.

O Keynote Speaker do evento será Fariborz Damanpour, professor e pesquisador de Gestão da Inovação na Rutgers Business School, New Jersey, EUA,  uma das principais referências internacionais em Gestão Inovação, com mais de 20 mil citações e estará pela primeira vez no Brasil. A conferência terá tradução simultânea.

O título de sua apresentação é “Iniciação e implementação da inovação e influências de fontes internas e externas de informação”. O palestrante tem como foco de suas pesquisas a Gestão da Informação e da tecnologia, com estudos voltados para antecedentes, processos e consequências da inovação nas organizações.

A conferência de abertura será proferida por Roberto Giordano Lerena, professor titular e pesquisador da Faculdade de Engenharia da Universidade FASTA, e professor adjunto da Universidade Nacional de Mar del Plata, Argentina. Na ocasião, ele fala sobre “A universidade como espaço social de construção da cultura e da inovação e empreendedorismo”. Ele é coordenador da Comissão de Avaliação de Projetos de Desenvolvimento Tecnológico e Social em Ciências Agrárias, Engenharia e Materiais do Ministério argentino de Ciência, Tecnologia e Inovação Produtiva da Nação, além de ser presidente de Relações interinstitucionais e internacionais do Conselho Federal de Decanos de Engenharia da Argentina, dentre outras atividades de consultoria e pesquisa.

Também entre os palestrantes internacionais, o evento terá a presença de Manuel Duarte Mendes Monteiro Laranja, Professor Associado Senior da ISEG – Lisboa School of Economics and Management, da Universidade de Lisboa, Portugal. No evento ele profere a conferência “Uma Explosão Cambriana: Empreendedorismo e Inovação no mundo digital”. Com formação acadêmica em Engenharia, Gestão, Administração e Gestão da Tecnologia e Inovação e passagens pelas universidades de Universidade de Sussex, Universidade de Warwick e Universidade Técnica de Lisboa, o conferencista atua no ensino de Gestão da Inovação, Empreendedorismo, Gestão Industrial, Gestão Estratégica da Tecnologia, Politicas de Ciência Tecnologia, Empreendedorismo e Inovação.

A conferência de encerramento, “Gestão da Informação, conceitos e perspectivas interdisciplinares para os novos contextos tecnológicos”, será proferida por Maria Cristina Vieira de Freitas, da Universidade de Coimbra, Portugal. Ela é Doutora em Biblioteconomia e Documentação pela Universidade de Salamanca, com licenciaturas em História e Documentação Arquivística, além de Mestrado em Ciência da Informação. Seus principais temas de trabalho tem sido arquivística, organização da informação, acervos arquivísticos, amostragem aleatória, arquivística contemporânea, arquivos, administração pública, gestão da informação e gestão documental.

Os convidados brasileiros do evento são os professores Humberto Celeste Inarelli, do Arquivo Edgard Leuenroth e Universidade Estadual de Campinas (Unicamp); Moises Rockembach, da UFRGS; Rodrigo Botelho-Francisco, da UFPR; Virginia Bentes Pinto, da Universidade Federal do Ceará (UFC); e William Barbosa Vianna,  líder do Grupo de Pesquisa em Gestão da Informação, Empreendedorismo e Inovação do Departamento de Ciência da Informação da UFSC e também presidente do Comitê Científico do evento.

Rede Sul de Gestão da Informação

No evento também será formalizada a criação de uma rede acadêmica da área, que reunirá, inicialmente, UFSC, UFPR, UFRGS e UEL. A Rede Sul de Gestão da Informação será um espaço de interação institucional entre as instituições participantes e outros interessados, da graduação ao pós-doutorado. A proposta parte da compreensão da Ciência da Informação como amplo campo de conhecimento interdisciplinar e da Gestão da Informação como subárea com potencial de interação com outras disciplinas, além das tradicionais.

A proposta dos organizadores é que o congresso dê início ao processo de reunião e promoção do debate qualificado entre alunos, professores, pesquisadores, editores científicos, mundo produtivo  e atores sociais, tendo em vista a produção interativa de conhecimento relevante.

As inscrições antecipadas para o evento estão esgotadas.

Mais informações no site cgeiufsc.com ou pelo e-mail cgeiufsc@gmail.com

Seminário em Blumenau coloca em discussão ações pensadas para a indústria têxtil
Publicado em 24 de abril de 2017

Compreender as dimensões do parque industrial têxtil do Brasil – o 4º maior do mundo – e quais ações estão sendo pensados para o futuro do setor foram os desafios do o 2º Seminário Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação na Indústria Têxtil. Organizado pela Secretária de Inovação da UFSC em parceria com a Federação da Indústria Catarinense (FIESC) e o Intituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), o evento teve como sede o SENAI e foi realizado na última quarta-feira.

blumenauseminario2

Foto: Marcus Vinícius/GR

“Esse é o oitavo evento dentro do projeto Mais Ciência para a Universidade. Temos mais um em maio na cidade de Joinville e depois encerramos esse ciclo, com uma percepção totalmente positiva, porque conseguimos discutir e fomentar a discussão bem como a inovação e pesquisa nos mais variados ramos do setor produtivo”, destaca o reitor da UFSC, Luiz Carlos Cancellier.

O evento contou ainda com a palestra do professor Ricardo Carvalho Rodrigues, da Divisão de Pós-Graduação e Pesquisa do INPI: “Trazer esse seminário nacional com foco na indústria têxtil é muito importante, porque Santa Catarina é um grande polo industrial do setor, e isso fica ainda mais evidente aqui em Blumenau”.

O seminário ainda teve também a participação do pesquisador Jairo Dias, do Instituto Senai de Tecnologia Têxtil, Vestuário e Design, do professor da UFSC Fernando de Oliveira e do técnico da Secretaria de Inovação da UFSC, Rafael Moré.

blumenauseminario

Foto: Marcus Vinícius/GR

Todo o conteúdo das palestras está disponível no site http://www.maisinovacaoaberta.com/ e https://goo.gl/ApbYTd.

Marcus Vinícius/Estagiário de Jornalismo/GR

Sessões especiais e ordinária do Conselho Universitário nesta terça-feira
Publicado em 24 de abril de 2017

O Conselho Universitário realizará duas sessões especiais e uma ordinária nesta terça-feira, 25 de abril. A primeira será as 14h, e na sequência, às 14h30 e às 15h30, na sala Professor Ayrton Roberto de Oliveira, com as seguintes ordens do dia:

1ª sessão especial, às 14h: 

  1. Processo nº 23080.046610/2016-88

Requerente: Centro de Comunicação e Expressão (CCE)

Assunto: Apreciação da proposta de concessão do título de Professor Emérito ao Professor Dilvo Ilvo Ristoff

Relator: Conselheiro Nestor Manoel Habkost

 

2ª sessão especial, às 14h30: 

  1. Processo nº 23080.057790/2016-23

Requerente: Conselho de Curadores

Assunto: Apreciação das alterações estatutárias e regimentais decorrentes da alteração do Regimento do Conselho de Curadores

Relator: Conselheiro Irineu Manoel de Souza

  1. Processo nº 23080.013829/2016-09

Requerente: Grupo de Trabalho – Portaria nº 1398/2015/GR

Assunto: Apreciação da proposta de revisão da proporcionalidade na representação discente e dos servidores técnico-administrativos em Educação no Conselho Universitário

Relator: Conselheiro Plínio da Silva Oliveira Filho

 

Sessão ordinária, às 15h30: 

  1. Atas das sessões do Conselho Universitário realizadas em 28 de março e 4 de abril de 2017
  1. Processo nº 23080.001648/2017-11

Requerente: Direção do Centro de Ciências da Educação (CED)

Assunto: Apreciação da proposta de alteração do Regimento do Centro de Ciências da Educação (CED)

Relator: Conselheiro Arno Dal Ri Júnior (mandato encerrado)

Situação: Em diligência

  1. Processo nº 23080.036102/2015-19

Requerente: Pró-Reitoria de Graduação

Assunto: Apreciação da proposta de revisão da Resolução Normativa nº 40/2014/CUn, que dispõe sobre os critérios e os procedimentos a serem utilizados para a promoção à classe E (Titular) dos integrantes do Magistério Superior da Universidade Federal de Santa Catarina

Relator: Conselheiro Antônio Renato Pereira Moro

  1. Informes gerais

 

DIVULGA UFSC – 24/04/2017 – edição 865
Publicado em 24 de abril de 2017

Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

www.divulga.ufsc.br – 24/04/2017 – Edição 865

UFSC economiza mais de 322 mil reais com horário de verão matutino

Pelo segundo ano consecutivo, trabalhar pela manhã durante o verão na UFSC mostrou-se mais econômico do no período vespertino, no que diz respeito à energia elétrica. Conforme relatório do Departamento de Projetos de Arquitetura e Engenharia (DPAE), a economia estimada ultrapassa os 322 mil reais em comparação com o mesmo período de dias de 2014/2015, que equivalem a 9,9% de redução com o custo do consumo (kWh). O horário das 7h30 às 13h30 vem sendo adotado pela UFSC durante o verão desde o ano passado (2015/2016). Antes disso, a UFSC funcionava de segunda a quinta-feira das 13h às 19h e na sexta das 7h às 13h. Continue a leitura » ».

Lançada cartilha sobre rede de atenção e serviços de Florianópolis

O Serviço de Psicologia Educacional da Coordenadoria de Assistência Estudantil (CoAEs/UFSC) elaborou uma cartilha sobre a rede de atenção e serviços de Florianópolis com o objetivo de orientar os estudantes a respeito de serviços, ações e projetos nas áreas da saúde, assistência social, lazer, arte e cultura, oportunidades de estágio e emprego, assim como outros serviços que possam contribuir para o bem-estar. A CoAEs é vinculada à Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Prae). A cartilha está disponível aqui.

IELA promove aula magna com Virgínia Fontes: a crise no Brasil e a luta de classe

O Instituto de Estudos Latino-Americanos (IELA) traz a historiadora e filósofa Virgínia Fontes (UFF) para falar sobre “A Crise Brasileira e a Luta de Classes”. O tema será abordado na aula magna do IELA, nesta segunda-feira, dia 24 de abril, às 18h30min, no Auditório do CSE. Informações no site.

‘Revista Preguiça’ recebe submissão de textos de estudantes de Letras até 1º de maio

A “Revista Preguiça”, do PET- Letras, recebe submissão de textos até 1º de maio. A proposta da publicação é ser um espaço de divulgação de pequenos textos literários, produzidos preferencialmente por estudantes do curso de Letras da UFSC. Mais informações no edital, na página do PET – Letras ou pelo e-mail revistapreguica@gmail.com.

UFSC recebe 20ª edição do Encontro Regional dos Programas de Educação Tutorial

Encerrou no último domingo, dia 23/4, a XX edição do SulPET, Encontro Regional dos Programas de Educação Tutorial. Cerca de 800 participantes de 20 instituições de ensino superior do sul do país discutiram a “Responsabilidade Política e Unificação Nacional”, tema que permeou palestras, mesas e debates durante os quatro dias de evento. Segundo os organizadores, os encontros regionais têm como objetivo o encaminhamento de demandas da região para o evento nacional ENAPET, visando a constante construção e a manutenção do Programa de Educação Tutorial (PET). Continue a leitura>>.

Marcelo Freixo e Luiz Eduardo Soares abordam a violência nas prisões em aula magna

A aula magna realizada no dia 17 de abril, trouxe à UFSC o deputado Marcelo Freixo e o antropólogo Luiz Eduardo Soares. Com o tema “O que acontece nas prisões?”, a aula inaugurou o segundo módulo do curso “Como lidar com os efeitos psicossociais da violência?”. O evento, organizado pelo Centro de Estudos em Reparação Psíquica de Santa Catarina (CERP-SC), lotou o auditório Garapuvu, no Centro de Cultura e Eventos. Continue a leitura>>.

Diversidade e resistência são temas de evento promovido por estudantes indígenas

O dia 19 de abril foi marcado pelo evento de “Resistência dos Povos Indígenas” na UFSC. A comunidade universitária pode acompanhar no hall e no auditório da Reitoria debates, rodas de conversa e exposições, organizados por alunos indígenas. A data é nacionalmente conhecida como “Dia do Índio”, porém os estudantes explicam que não comemoram esse dia, mas lutam por mais direitos e inclusão. O aluno de Direito, Jafe Sataré-Mawé, diz que “devemos resistir e não comemorar, pois o dia do índio é todos os dias. Estamos buscando mais visibilidade dentro da universidade”. Continue a leitura » » .

Filme ‘Nise – o coração da loucura’ e debate sobre saúde mental nesta terça-feira

Nesta terça-feira, 25 de abril, ocorre a 3º edição do Cine PET Odonto-Fono, com a exibição do filme “Nise – O coração da loucura” (2015). A atividade ocorre às 18h30, no auditório de graduação do Centro de Ciências da Saúde (CCS). Após a exibição, haverá uma conversa sobre saúde mental e interdisciplinaridade, mediada pelos integrantes do PET Odonto-Fono e por profissionais e docentes da área da saúde. O evento fornece certificado de participação e pipoca gratuita. Mais informações pelo Facebook.

CineBuñuel promove exibição do filme ‘O Banheiro do Papa’

O projeto CineBañuel exibe na próxima terça-feira, 25 de abril, às 14h, no auditório Elke Hering da Biblioteca Universitária (BU), “O Banheiro do Papa”, de Cesar Charlone e Enrique Fernández. O filme é uma coprodução entre França, Uruguai e Brasil. Ambientado na cidade de Melo, em 1988, trata da saga de um contrabandista uruguaio fronteiriço que vislumbra, na visita que o Papa fará ao Uruguai, uma possibilidade de mudar de vida. Mais informações no site .

‘Linguística da Mentira’: o homem não diz a verdade para disfarçar seus pensamentos

O livro Linguística da Mentira, escrito por Harald Weinrich, com tradução de Maria Aparecida Barbosa e Werner Heidermann, é uma das mais recentes publicações da Editora da UFSC. Trata-se, na verdade, de um ensaio publicado pela primeira vez em 1966 e premiado pela Academia Alemã de Língua e Poesia. “As reflexões desse livro são uma tentativa de ver a mentira como tema linguístico”, observa o autor. Continue a leitura>>.

Acompanhe outras notícias da UFSC
noticias.ufsc.br

Confira a programação da TV UFSC
tv.ufsc.br

Siga a UFSC nas redes sociais
Facebook
TwitterFacebook


Contatos com a produção deste informativo:

Coordenadoria de Comunicação Organizacional e Novas Mídias – Agecom
Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).
Campus Reitor João David Ferreira Lima. Trindade. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

divulga@contato.ufsc.br / +55 (48) 3721-2824 / 3721-2825

Acesse nossa Política Editorial

Para deixar de receber nossos boletins, clique aqui.

 

 

Leonor Scliar-Cabral lança ‘José’, livro com ilustrações de Rodrigo de Haro
Publicado em 23 de abril de 2017

Leonor Scliar-Cabral, professora aposentada da UFSC,  lançará no dia 26 de abril, às 19h, no Centro Integrado de Cultura (CIC), sua mais recente obra, José, ilustrada por Rodrigo de Haro. O livro foi premiado na categoria Literatura, do Edital Elisabete Anderle, 2014.

image

Encontro Regional dos Programas de Educação Tutorial discute responsabilidade política
Publicado em 20 de abril de 2017

Aberta nesta quinta-feira, 20, na UFSC, na XX edição do SulPET, Encontro Regional dos Programas de Educação Tutorial. Cerca de 800 participantes de 20 instituições de ensino superior do sul do país discutem até o próximo dia 23, domingo, “Responsabilidade Política e Unificação Nacional”, tema que vai permear palestras, mesas e debates durante os quatro dias de evento.

sulpetplateia

SulPET: responsabilidade política. Foto: Henrique Almeida/Agecom

Segundo os organizadores, os encontros regionais têm como objetivo o encaminhamento de demandas da região para o evento nacional ENAPET, visando a constante construção e a manutenção do Programa de Educação Tutorial (PET).

O Pró-Reitor de  Graduação, Alexandre Marino, lembrou que hoje se vive um momento de crise e é fundamental valorizar aquilo que é importante, enaltecer o que é digno e o que de fato traga resultados. Marino concorda que o SulPET é um encontro político, mas é também um encontro técnico, um espaço para aprendizado e de socialização de experiências.

Já o reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo ressaltou a importância do programa, especialmente num momento de transição como o que estamos vivendo. Para ele, a universidade não poderia deixar de fazer todos os esforços possíveis para que o Encontro Sulbrasileiro fosse realizado aqui e que aqui surgissem indicativos e orientações para o próximo debate nacional.

sulpetmesa

Debates vão até domingo. Foto: Henrique Almeida/Agecom

Segundo Cancellier, é importante que se discuta aqui, preliminarmente, questões como a responsabilidade pública, temas que possam orientar não só os demais programas em todo o Brasil em relação à conjuntura nacional, mas também aqueles que tracem um norte em relação ao que falar, escrever ou dizer.

O SulPET é organizado por alunos e tutores dos PETs dos campus de Florianópolis da UFSC e da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC).

Mais informações em https://xxsulpet.wordpress.com/sobre/o-evento/.

 

.

 

Marcelo Freixo e Luiz Eduardo Soares abordam a violência nas prisões em aula magna
Publicado em 20 de abril de 2017

Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

Marcelo Freixo e Luiz Eduardo Soares discutem “O que acontece nas prisões?” na UFSC. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

A aula magna realizada na noite desta segunda-feira, 17 de abril, trouxe à UFSC o deputado Marcelo Freixo e o antropólogo Luiz Eduardo Soares. Com o tema “O que acontece nas prisões?”, a aula inaugurou o segundo módulo do curso “Como lidar com os efeitos psicossociais da violência?”. O evento, organizado pelo Centro de Estudos em Reparação Psíquica de Santa Catarina (CERP-SC), lotou o auditório Garapuvu, no Centro de Cultura e Eventos, que tem capacidade para 1.375 pessoas.

Luiz Eduardo Soares deu início à sua apresentação com os números oficiais sobre a violência no Brasil. O antropólogo apontou que dos quase 60 mil homicídios dolosos cometidos no território nacional, somente 8% é investigado. Isso não faz do país, no entanto, o “paraíso da impunidade”, conforme afirmou. Segundo Soares, o Brasil além de possuir a quarta maior população carcerária do mundo, é ainda a nação com maior crescimento relativo e absoluto dessa população, com mais de 700 mil presos. Desses, 28% são associados à Lei de Drogas – em sua maioria presos em flagrante, sem vínculo com organizações criminosas ou porte de armas.

Ao ingressar no sistema penitenciário, esses sujeitos acabam sendo aliciados pelas facções que controlam os presídios brasileiros, em um vínculo que, segundo suas palavras, “perdura pela vida”. O trágico desta situação, todavia, deve-se ao fato da legislação brasileira que trata das execuções penais não permitir a manutenção desses indivíduos sem uma audiência de custódia. São, portanto, presos em condições provisórias que são alocados forçadamente em um local que os obriga à filiação a organizações criminosas por toda a sua vida.

O perfil da população carcerária – majoritariamente negra, jovem e pobre – é, segundo Soares, a expressão do racismo estrutural e é resultado da imbricação entre a violência policial e a política de drogas no Brasil. Manifestando-se contra a militarização da polícia e a favor da legalização das drogas, o antropólogo destacou que a polícia militar é proibida de investigar e incitada a produzir, o que aumenta o número de prisões decorrentes de crimes passíveis de flagrante, que são aqueles que não envolvem organização e planejamento, como a venda de drogas.

Marcelo Freixo e amnésia social

O deputado Marcelo Freixo iniciou a sua fala com um questionamento: “o que são as prisões?”. Em seguida ofereceu uma resposta: “É onde depositamos nossos medos, e depois tratamos com amnésia.” Segundo Freixo, enxerga-se a prisão como o lugar do outro, e essa diferenciação com que a população trata os presos legitima a barbárie.

Marcelo Freixo. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

Marcelo Freixo. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

Freixo, que começou sua militância como professor no sistema prisional, em 1989, falou sobre a importância de um maior engajamento das universidades nos presídios. “As universidades precisam sair de seu privilégios para debater temas que não batem à sua porta”, disse ele. Também chamou à atenção ao número de presos provisórios no Brasil, cuja proporção beira os 40% da população carcerária. Freixo ainda destacou que muitos daqueles que estão presos provisoriamente recebem penas alternativas ao encarceramento depois de julgados, indicando que sequer deveriam ter permanecido presos. Como Soares, o deputado apontou que ao ingressarem no sistema carcerário, esses sujeitos, de maioria jovem, negra, pobre e residente das periferias urbanas, filia-se a facções como forma de proteção.

Desse modo, contribuiria ao poder das facções a crescente população carcerária no país de jovens que cometem pequenas infrações e que ficam detidos antes mesmo de serem julgados. O deputado apresentou os dados atuais da proporção de pessoas presas no Brasil, cuja média é de 306 pessoas aprisionadas para cada cem mil habitantes, contra uma média mundial de 144 indivíduos para a mesma proporção.

Além de números absolutos e relativos, Freixo destacou outro fato que considera relevante: há uma preocupante e crescente superlotação nos presídios brasileiros, ampliando as demandas e necessidades dos detentos e acrescendo força às facções nesses locais. Dos detentos, cerca de metade são presos provisórios, que muitas vezes não precisariam sequer ingressar em um presídio. Nesse sentido, reduzir a superlotação carcerária no Brasil, mediante audiências de custódia que não encarcerem indivíduos que não representem risco iminente à sociedade, reduziria o poder das facções.

Sendo a maioria dos detentos composta por jovens negros, pobres e residentes nas periferias urbanas, as facções têm, segundo o deputado, seu poder extrapolado ao cárcere e passando crescentemente a controlarem também as periferias em que esses jovens habitam. Com isso, ao ingressar em uma penitenciária é comum que ele seja questionado por um agente do Estado a respeito de qual facção pertence e, diante de uma resposta de que o detento não está vinculado a nenhuma organização criminosa, o agente questione o detento sobre seu local de residência e o encaminhe a uma unidade prisional controlada por uma facção que controle também o local de residência do apenado.

Palestra Marcelo Freixo e Luiz Eduardo Soares - Foto Henrique Almeida-17

Luiz Eduardo Soares. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

Freixo ainda aponta que o debate vai além do que acontece nas prisões: a forma como tratamos os presos diz respeito ao modelo de sociedade que queremos. “Os guetos viraram prisões sociais, e as prisões são guetos do judiciário”, disse o deputado. E afirmou ainda que “o debate sobre as prisões é o debate sobre o modelo de sociedade, e é, portanto, o debate sobre a democracia”.

Diante da carência de políticas públicas de saúde, educação, de combate às facções e das condições de trabalho e vida de agentes e detentos, o deputado é enfático: “Não ter políticas públicas nas prisões é a política pública brasileira”. E finalizou sua explanação com duras críticas não somente ao modelo vigente, como também às tendências nacionais, afirmando que: “todo estado mínimo precisa de um estado penal máximo”.

Ao fim do debate, com o auditório ainda lotado, a plateia teve a oportunidade de fazer perguntas. Após muitos questionamentos, Soares e Freixo reafirmaram seus pontos de vista e discorreram sobre a necessidade de combate ao modelo de sociedade que considera como justiça a vingança e que, por esse motivo, tende a considerar a condenação como uma punição que coibiria futuros crimes, condenando permanentemente aqueles que cometeram um crime anteriormente. Ambos responderam ainda a questionamentos sobre seus posicionamentos políticos, seu papel na militância pelos direitos humanos e os caminhos das políticas de segurança pública no Brasil.

 

Texto:

Gabriel Martins/Equipe Agecom/UFSC

Lavínia Beyer Kaucz/Estagiária de Jornalismo da Agecom/UFSC

‘Café & Engenharia’ reúne profissionais para falar sobre mercado de trabalho
Publicado em 20 de abril de 2017

O Departamento de Engenharia de Produção em parceria com o Programa de Educação Tutorial (PET) irá promover no dia 4 de maio, às 19h, o Café & Engenharia. O evento reúne profissionais que estão no mercado de trabalho com o objetivo de compartilhar experiências profissionais e tirar dúvidas dos estudantes.

O encontro será realizado no salão de festas do Condomínio Jardim Trindade e vai contar com a presença da professora Mônica Luna e dos engenheiros Peter Hammes e Lucio Cesar Cunha.

As inscrições custam R$20 e devem ser realizadas na sala do PET.

Cafe-e-Engenharia

Diversidade e resistência são temas de evento promovido por estudantes indígenas
Publicado em 20 de abril de 2017

O dia 19 de abril foi marcado pelo evento de “Resistência dos Povos Indígenas” na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A comunidade universitária pode acompanhar no hall e no auditório da Reitoria debates, rodas de conversa e exposições, organizados por alunos indígenas.

A data é nacionalmente conhecida como “Dia do Índio”, porém os estudantes explicam que não comemoram esse dia, mas lutam por mais direitos e inclusão. O aluno de Direito, Jafe Sataré-Mawé, diz que “devemos resistir e não comemorar, pois o dia do índio é todos os dias. Estamos buscando mais visibilidade dentro da universidade”.

Evento de Resistência Indígena - Foto: Henrique Almeida

Evento de Resistência Indígena. Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

No encontro foi exibido o documentário “Resistir – vários povos, uma só luta”, com direção de Ítalo Mongconãnn, estudante de Cinema e indígena do povo Xokleng. O documentário apresentou a perspectiva dos estudantes dentro do campus, as perguntas frequentes e a sua integração na Universidade. Em seguida houve mesa de debates e conversas, com Marcos Moreira, líder Guarani, Joziléia Kaigang, doutoranda em Ciências Sociais e coordenadora da Licenciatura Intercultural indígena, Laura Parintintin, estudante Ciências Sociais e Jafe Sateré-Mawé, estudante de Direito.

A secretária de Ações Afirmativas e Diversidades, Francis Solange Vieira Tourinho, destaca o apoio da secretaria na diversidade e ressalta que “o dia nacional do índio é uma data pra gente trabalhar a inclusão. Nós somos pioneiros em Licenciatura Indígena, o único curso da Região Sul, então a UFSC é diversa e ela tem que ser inclusiva, e para isso, a gente precisa trabalhar a empatia e a aceitação das pessoas”. A vice-reitora Alacoque Lorenzini estava presente e disse estar orgulhosa do evento organizado pelos estudantes e que eles merecem mais visibilidade e respeito.

No local, além dos estudantes indígenas, estavam presentes os familiares que tiveram seus artesanatos expostos para a venda.

Manuella Mariani/Estagiária de Jornalismo/Agecom/UFSC

Fotos: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

Professores organizam seminário sobre a reforma do ensino médio
Publicado em 20 de abril de 2017

Os professores da disciplina de Organização Escolar do Departamento de Estudos Especializados em Educação do CED da UFSC, em conjunto com o Programa de Educação Tutorial do curso de Graduação em História (PET/História), irão promover um seminário sobre a reforma do ensino médio no dia 25 de abril, no auditório do EFI, a partir das 8h30. O foco das discussões serão os impactos na organização escolar e no trabalho docente.

reforma_ensino_médio

 

UFSC economiza mais de 322 mil reais com horário de verão matutino
Publicado em 20 de abril de 2017

Economia-horário-de-verão-UFSCPelo segundo ano consecutivo, trabalhar pela manhã durante o verão da UFSC mostrou-se mais econômico do no período vespertino, no que diz respeito à energia elétrica.

Conforme relatório do Departamento de Projetos de Arquitetura e Engenharia (DPAE), a economia estimada ultrapassa os 322 mil reais em comparação com o mesmo período de dias de 2014/2015, que equivalem a 9,9% de redução com o custo do consumo (kWh).

O horário das 7h30 às 13h30 vem sendo adotado pela UFSC durante o verão desde o ano passado (2015/2016). Antes disso, a UFSC funcionava de segunda a quinta-feira das 13h às 19h e na sexta das 7h às 13h.

Neste ano, a nova prática mostrou-se benéfica mais uma vez. Se comparado com o ano anterior (2015/2016), a redução no custo de consumo de energia elétrica foi de R$ 39.811,77 (1,3% menor). Assim, a comparação entre períodos matutinos não exibe uma diferença tão significativa quanto à avaliação entre turnos variados.

Os valores foram obtidos pelo DPAE a partir das medições disponíveis do sistema de telemetria da Celesc. O Hospital Universitário foi excluído da avaliação, em razão de seu funcionamento diferenciado.

O Mapa com todas as faturas de energia elétrica da UFSC pode ser acessado aqui.

Horário de verão estipulado pela Portaria Normativa 89/2016.

 

  • Administradores do Site
  • 1960 - 2015 - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) | Central Telefônica - (48) 3721-9000 |
  • Última atualização do site foi em 06 de junho 2013 - 13:53:03
SeTIC
Páginas UFSC